Movie - Grande Menina, Pequena Mulher

Olá povo que amo! Como vão?
Enquanto a minha review sobre um filme que assisti ainda não está pronta, eu lhes deixo uma pequena review de outro filme que é muito bom! Hoje, dia 07 de Janeiro, surfando pelos canais aí, me deparei  que na Fox estava passando um filme que assisti varias vezes e que ainda vejo ele e me emociono bastante.


Neste caso, foi uma das várias reprises de Grande Menina, Pequena Mulher. (título original, Uptown Girls) É uma comédia estrelada por duas atrizes bem famosas: Brittany Murphy (de As Patricinhas de Beverly Hills) e Dakota Fanning. (da ótima minissérie Taken e Guerra dos Mundos)
Sinopse: Conta a história de Molly Gunn, filha de um famoso cantor de rock. O astro vem a falecer e ela herda a fortuna a que tem direito, apaixonando-se também por um cantor de rock, Neil Fox. Infelizmente, em meio a sua vida desregrada, ela acaba sendo roubada e é obrigada a arranjar um emprego - é aí que Molly conhece Ray,uma menina precoce e ansiosa de 8 anos "quase chegando aos 40", obcecada por germes e com mania de perfeição. Distante emocionalmente da mãe, Ray foi criada por babás, sem qualquer estabilidade. Por isso tenta controlar tudo que pode. Molly nunca precisou ter responsabilidade, enquanto Ray carrega o peso do mundo. Uma vai ensinar à outra como se comportar de acordo com a própria idade.
Fonte: Wikipédia.

Pela sinopse, parece ser um filme de comédia bem básico e que pode ser passado despercebido. No filme temos cenas muito engraçadas, como da porta batendo de cara na Molly ou das esquisitices da Ray e sua obsessão de que tudo tá contaminado.

Se bem que a parte que realmente rio mesmo é quando aparece a Ray brigando com uma menina e a Molly separa e diz pra menina que não existe motivo pra começar uma briga. E a ela diz: “Tou batendo nela porque a governanta dela disse que a minha babá é uma vadia!”. Momento depois aparece a Molly batendo na governanta e a Ray incentivando a luta! Eu rio muito toda vez que vejo essa cena!
Mas particularmente eu considero Grande Menina Pequena Mulher mais como uma dramédia, pois achei o filme sério demais para ser considerado comédia, principalmente quando chega no final da história quando sabemos mais sobre o pai da Ray, que teve um derrame e fica em coma desde o começo do filme, e dos pais da Molly quando sofreram um acidente e morreram. Achei bonita aquela parte onde ela dizia que depois da morte dos pais dela, ela queria morar no Coney Island e ficar naquelas xícaras gigantes e ficar girando sem parar. Uma forma para conseguir superar o luto. Quando veio uma “remontagem” do que houve com a Molly com a Ray e no final elas abraçadas, achei muito linda a cena. Simples, mas comovente.





E o final, é sem palavras! Muito lindo e poético por um lado! Mostra muita coisa que remete o filme todo: o roqueiro, as guitarras, a dança livre e principalmente a música: Molly Smiles, que considero uma das minhas prediletas em Trilhas Sonoras de filmes.


Abaixo a cena do filme de Molly Smiles:


E finalizo essa pequena review com a frase final do filme:
Toda história tem um final. Mas na vida... cada final é como um novo começo.


Até a próxima, queridos leitores!

4 comentários:

  1. Lequiz, amei o post! Ótima escolha de filme!! Também AMO a cena em que a Molly desce do salto e entra na briga! kKK
    Esse filme é maravilhoso *------* Quem nunca assistiu, deve assistir coom certeza! \o/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Acho magicamente incrivel um filme fazer com que faça que voluntariamente desejamos ser melhores esse filme faz isso pelo menos comigo, adoro flmes como esse que tem esse poder incrivel.

    ResponderExcluir
  4. Fabio
    Também gosto destes tipos de filmes que nos fazem refletir e nos divertir bastante.

    Thay
    Digo o mesmo que você: quem não viu o filme, assista! Ele é ótimo!

    ResponderExcluir