Movie* Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Hi guys! No domingo passado, eu assisti um dos "clássicos" do cinema, sempre ouvi falar
 
desse filme, mas nunca havia assistido!! Trata-se de "Brilho eterno de uma mente sem lembranças" (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, 2004)  *-* Depois que li uma frase dele no maravilhoso livro "Fazendo meu filme 1", fiquei  com mais vontade ainda de assistir e assim o fiz. Vi pelo Netflix (1 mês de graça \o/ aproveitem).

Sinopse

Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementine em momentos de sua memória os quais ela não participa.
Fonte:
Adoro Cinema

O filme se inicia com uma cena do Joel acabando de acordar, meio desanimado...
"Estou tão feliz. Nunca senti isso antes.
Estou exatamente onde queria estar."
 
Ao invés de pegar metrô para ir ao trabalho, ele acaba indo para outro lugar, uma praia...e é lá que tudo começa a acontecer.
O protagonista (interpretado de forma brilhante, pelo divo Jim Carey *-*) conhece a maluca Clementine (interpretada de forma tão brilhante quanto, pela diva Kate Winslet) e assim acompanhamos a aproximação dos dois, o início do romance, o meio e o fim :/
Haha, confesso que eu fiquei meio confusa, mas no fim entendi tudo!
O filme não segue uma ordem cronológica (amo filmes assim *-*), ele segue uma ordem confusa (até na desordem, há ordem), pois se trata de memória! E nossas lembranças não surgem de forma linear, nossa memória é toda fragmentada, dispersa, misturada.
Em certo momento, tudo está indo bem para o casal, mas de repente vemos tudo desmoronar D:
"Não sou um conceito,
 sou só uma garota 
ferrada procurando paz de espírito...
Não sou perfeita."
O Joel descobre que a Clem apagou-o de sua memória, através de um tratamento revolucionário. Gente, eu sofri junto com ele, é muito doloroso! 
Profundamente magoado por conta disso e desgostoso da vida, o protagonista decide fazer o mesmo. 
As cenas em que ele vai passando pelo processo de esquecimento são muito emocionantes e intensas. Quem é que nunca quis apagar uma pessoa de vez da cabeça?
Ele vai se desfazendo de todas as lembranças boas e ruins e para fazer isso, precisa relembrar toda a história de amor dos dois.
Você acaba se identificando com o Joel e quem já sofreu uma desilusão sabe que não é fácil esquecer.  
Mas, o que acontece é que o rapaz percebe que não pode apagar totalmente a moça de 
sua cabeça, o amor verdadeiro o impede de fazer tal coisa. Conforme luta para reverter o processo, Joel acaba se dando conta da importância de Clementine, ele revê todas as suas atitudes e erros diante dela. Para ele, a protagonista é toda errada, haaha, impulsiva e tudo o mais... só que no final das contas, o amor é isso, é você gostar de alguém exatamente pelo que ela é, pelos defeitos e qualidades!
 No entanto, o que fazer para que o tratamento cesse?? Há volta ou tudo está perdido?
Eu chorei, praticamente, durante o filme todo. O final é de matar haha, impressionante, emocionante, incrível!
Super indico! A história nos transmite uma grande lição! O amor verdadeiro (só o verdadeiro U.U) não pode ser esquecido. Quando não amamos de verdade, conseguimos esquecer rápido, às vezes morremos por causa de alguém, mas você acaba percebendo que não gostava tanto assim daquela pessoa. 
Ahh, há também a participação de outros grandes atores como Kirsten Dunst, Mark Ruffalo e Elijah Wood *-*  
Memória, amor, passado, futuro, presente... esses são os principais ingredientes desse filme lindo demais da conta .-. vale a pena ver!


 "Feliz é o destino da inocente vestal. Esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida, toda graça se alcança." - Alexander Pope

"Você ama quem você ama, não importa porque você ama."


"O dia dos namorados foi inventado pelas 
indústrias de cartões para deixar as pessoas tristes." - Haha, essa é perfeita!






3 comentários: