Book* As Vantagens de ser Invisível - Stephen Chbosky

Hi, my lovely readers! Anteontem terminei de ler "As Vantagens de ser Invisível"! Nossa.. eu amei o livro, mas acho que prefiro o filme rs!
Eu já comentei sobre a história (AQUI)! O livro não é muito diferente, mas tem mais detalhes e acontecimentos. Apenas algumas coisas foram mudadas.

As Vantagens de Ser InvisívelSinopse
Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.
Fonte: Skoob

Charlie é apaixonante! Ele escreve as cartas com tanta inocência e encanto. O garoto é o tipo de pessoa que enxerga a vida de uma forma diferente com aquele olhar curioso de criança. Não importa o quão triste ele esteja, de alguma forma tudo sempre vira motivo de deslumbramento.
É por isso que me identifiquei tanto com ele, olhamos para as pessoas imaginando o modo como vivem e que sentimentos carregam no peito. Somos felizes e tristes ao mesmo tempo. Às vezes, aquela sensação ruim vem, lembranças torturantes voltam à tona, mas no momento seguinte estamos nos sentindo infinitos.
Me senti como uma grande amiga do Charlie, li as cartas em que ele contava as descobertas sobre a vida adolescente e me emocionei, isso quando não ria ou me irritava.
Ele devora livros e tenta aproveitar a vida da melhor forma possível, sente tão profundamente que chega a transmitir para o leitor exatamente aquilo que ele está sentindo.
Sam e Patrick tornaram-se meus amigos também, me vi torcendo por eles durante toda a minha leitura.
Mergulhei nos pensamentos de Charlie, descobrindo a vida com um olhar observador.
Ele ama tanto que dá a cara à tapa, só para provar que é amigo. Mas Sam o alerta e fico feliz em saber que ele a ouve. Às vezes é preciso dizer NÃO, é preciso dizer o que VOCÊ sente. 
Havia momentos em que eu queria abraçar o Charlie e dizer que ele não estava sozinho.
Gostaria de dizer para ele que eu também amo Asleep e que também guardo detalhes dos meus dias felizes, de modo a lembrar deles quando estiver triste.
Queria  parabenizá-lo pela grande habilidade de encontrar a alegria nas coisas mais simples da vida. Ele me mostrou que o vento no rosto, ao som de uma música que amamos, pode fazer com que nos sintamos infinitos.
A vida é um mistério, mas não precisamos saber de tudo o que acontece, basta saber que ela gira e nos transforma no melhor que podemos ser.
Essa leitura me fez refletir sobre mim mesma e o meu mundo. Me fez me sentir infinita.

Quotes
“Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. Você compreende.”
Patrick 

“Para dizer a verdade, eu amo a Sam. Não é como nos filmes de amor. Eu só olho para ela às vezes e acho que ela é a pessoa mais bonita e legal em todo o mundo.”
As Vantagens de Ser Invisível 

"A melhor coisa sobre Patrick é que, mesmo quando você está num hospital, ele não muda. Ele faz piadas para você se sentir melhor, em vez de fazer perguntas que o fazem se sentir pior."
- Charlie, sobre a visita de Patrick

"Então, eu acho que somos o que somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas."

"Talvez seja bom colocar as coisas em perspectiva, mas às vezes acho que a única perspectiva é estar aqui. Como disse a Sam. Porque não há problema em sentir as coisas. E ser quem você é."
- Charlie

"Não posso sentir isso. É doce e tudo, mas é como se você não estivesse presente às vezes. É ótimo que você ouça e seja um ombro amigo para alguém, mas há momentos em que a gente não precisa de um ombro. E se precisarmos de um braço, ou coisa parecida? Você não pode se limitar a se sentar lá, colocar a vida de todos a frente da sua e pensar que o que importa é o amor. Não pode fazer isso. Você tem que fazer as coisas."
- Sam


"Mas, principalmente, eu estava chorando, porque, de repente, tive consciência do fato de que eu estava de pé em um túnel, com o vento batendo no meu rosto. Não importava que eu visse a cidade. Nem mesmo que eu pensasse nisso. Porque eu estava de pé no túnel. E eu realmente estava ali. E foi o suficiente para que eu me sentisse infinito."
- Charlie

"Então, se esta for a minha última carta, por favor, acredite que está tudo bem comigo, e mesmo quando não estiver, ficará bem logo depois. E eu acredito que seja assim com você também."
- Charlie

Mais (AQUI)







Nenhum comentário:

Postar um comentário