Movie* Dezesseis Luas

Hi, my lovely readers! Desculpem a demora, essa semana foi cheia (novidade haha)!  Tive que fazer trabalho, comecei a participar do Programa de Iniciação à Docência etc.
No sábado passado, eu finalmente consegui assistir Dezesseis Luas (Beautiful Creatures), hoje vim contar o que achei do filme...
Bom, eu já escrevi a resenha sobre o livro (AQUI), vou inserir a sinopse do filme para aqueles que ainda não leram e também para comparar com a produção literária.












Sinopse 
Cidade de Gatlin, na Carolina do Sul, Estados Unidos. Ethan Wate (Alden Ehrenreich) é um estudante do terceiro ano do colegial, que não vê a hora de sair do local. Ele considera Gatlin uma cidade pacata demais, onde nada de interessante acontece, mas se vê preso ao local por ter que cuidar de seu pai, que não deixa o quarto desde que a esposa faleceu em um acidente de carro, um ano antes. Já há alguns meses Ethan é atormentado por sonhos misteriosos, onde vê uma garota desconhecida. Um dia, ele a encontra em sua sala de aula. Trata-se de Lena Duchannes (Alice Englert), uma jovem de 15 anos que está morando com o tio, Macon Ravenwood (Jeremy Irons), descendente da família que fundou Gatlin. O problema é que Macon e seus familiares têm fama de serem satanistas, o que faz com que boa parte da população da cidade se volte contra eles. Não demora muito para que Ethan se interesse por Lena, sem saber que ela e os integrantes de sua família possuem poderes. Eles precisarão lutar pelo amor que sentem um pelo outro, especialmente devido à uma maldição que assombra a união. Fonte: Adoro Cinema


Como bem sabemos, toda adaptação cinematográfica sempre desaponta os leitores da história, em pelo menos algum aspecto.
Eu gostei bastante do filme, mas devo dizer que algumas modificações do enredo me incomodaram.
A história segue a mesma base do livro, no entanto...as coisas acontecem mais rapidamente e sem muitas explicações (dá para relevar isso, já que o filme não pode ser muito longo). O que mais me deixou desapontada foi a exclusão de alguns personagens e a inexistência de uma certa conexão..
No mais, adorei a atuação dos protagonistas! Achei que o Ethan ficou maravilhoso, assim como a Lena.
O tio Macon é, com certeza, um dos melhores personagens do filme, uma figura e tanto! Ele não tem travas na língua, fala o que pensa... na lata. Como era de se esperar, a consagrada Emma Thompson arrasa no papel da Sra(fine). Lincoln. 
O filme tem uma fotografia muito bonita que mescla luzes e trevas, adorei a cena da mesa giratória! A trilha sonora é incrível!!
Também fiquei encantada com alguns figurinos, como os da Lena e da Ridley *-*
Essa conversa de que Dezesseis Luas é o novo Crepúsculo não passa de uma tolice, pois as histórias são bem diferentes. Vamos convir que a Lena não é nada boazinha e está longe de ser dominada por sentimentos. Ethan é muito engraçado e cabeça-dura, não parece em nada com o Edward vou-me-afastar porque-sou-perigoso. 
Algumas cenas me marcaram demais, principalmente àquelas em que algum personagem diz algo tocante que passa alguma lição.
A questão sobre o sacrifício em benefício daqueles que amamos me fez pensar bastante.
Até que ponto nós sabemos o que é melhor para a outra pessoa? Não será melhor deixar que ela escolha o que quer?
Lena é um retrato de todos nós, pois possuímos tanto luz quanto trevas em nossa essência, o importante é saber dosar.
Tem uma parte em que o Ethan fala algo muito legal sobre a dificuldade em ser humano, as criaturas sobrenaturais sempre querem ser normais, porém não vêem o quanto isso pode ser chato e complicado rs.
E o Amor? Você lutaria por alguém que vive em conflito consigo mesmo? Você continuaria com essa pessoa mesmo sabendo que ela pode pertencer às trevas?Persistiria numa relação condenada a não dar certo?  No que será que dá essa história toda?
Se você quer romance, ação, emoção, reflexões e magia... assista Dezesseis Luas!




Algumas frases memoráveis:
"Deus criou todas as coisas, o homem que decidiu o que é certo e errado." -  resposta de Amma, quando Ethan pergunta sobre como ela pode frequentar a igreja e lidar com magia, ao mesmo tempo.

“-Sou Ethan Wate a propósito.
-Gente ! Então Ethan Wate me deu carona ?
-É. Já ouviu falar de mim ?
-Não ! "


A trilha sonora *-*







2 comentários:

  1. Fiquei um pouco curiosa sobre esse filme. Mas ainda não foi o suficiente pra ver esse filme...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkk talvez fique com uma vontade maior se ler o livro...

      Excluir