Movie* Ender's Game - O Jogo do Exterminador

Hi, my lovely readers!! Ontem fui assistir "Ender's Game - O Jogo do Exterminador" e realmente me surpreendi! O filme é melhor do que o trailer aparentava!


Ender's Game - O Jogo do ExterminadorSinopse
Em um futuro próximo, extra-terrestres hostis atacaram a Terra. Com muita dificuldade, o combate foi vencido, graças ao heroísmo do comandante Mazer Rackham (Ben Kingsley). Desde então, o respeitado coronel Graff (Harrison Ford) e as forças militares terrestres treinam as crianças mais talentosas do planeta desde pequenas, no intuito de prepará-las para um próximo ataque. Ender Wiggin (Asa Butterfield), um garoto tímido e brilhante, é selecionado para fazer parte da elite. Na Escola de Combate, ele aprende rapidamente a controlar as técnicas de combate, por causa de seu formidável senso de estratégia. Com isso, logo se torna a principal esperança das forças militares para encerrar de uma vez por todas com a ameaça alienígena.
Fonte: Adoro Cinema

Esse filme é baseado no livro (Ender's Game) do escritor americano Orson Scott Card, o qual estou louca para ler! Aliás, existem outros 4 livros!
Eu tinha visto o trailer e fiquei tentada a assistir, mas a produção superou minhas expectativas.
Ender (Asa Butterfield - eterno Hugo Cabret!) é um garoto realmente interessante de observar. Ele é ótimo com estratégias e seu raciocínio é brilhante! Porém, como toda pessoa com habilidades especiais, ele tem alguns problemas emocionais.De início, conhecemos sua vidinha normal na Terra, bem como sua relação com pai, mãe, irmã carinhosa (Abigail Breslin - eterna pequena Miss Sunshine! Como ela cresceu :O eu estou ficando velha) e irmão violento.
Enquanto isso, vamos entendendo o que está acontecendo na Terra e no Universo. O coronel Graff (Harrison Ford - carambola não tem como não lembrar de Hans Solo!) e a major Gwen (Viola Davis- Amma de Dezesseis Luas) observam o garoto a todo instante. Graff coloca na cabeça que Ender pode ser o próximo Mazer Rackham (Ben Kingsley - aahh mais um de Hugo Cabret!) e, assim, convoca o garoto para integrar o grupo de crianças que serão treinadas em uma escola longe da Terra. 
Eu realmente adorei observar a rotina de treinamento das crianças e o modo como cada esquadrão vai se desenvolvendo. Gostei particularmente de acompanhar o crescimento de Ender, tanto em relação às suas habilidades relacionadas à guerra quanto às suas emoções.
Fiquei morrendo de vontade de ser uma daquelas crianças, aprendendo a arte da guerra! Imaginem só treinar combates diante da gravidade zero! Será que Ender conseguirá comandar o esquadrão que destruirá, de uma vez por todas, toda a raça dos Formics? Quais crianças integrarão o tal esquadrão? O que os Formics querem?
Simplesmente amei o filme e apreciei todas as cenas! Há muita ação, emoção e reflexão nessa produção incrível! Aprendi que é preciso haver um equilíbrio de emoções e muita ponderação em relação às estratégias que pretendemos seguir, pois, às vezes, a vitória não é o que mais importa. Aliás, o que é a vitória?



Além disso, uma coisa que me marcou, foi o discurso de Ender ao dizer que para vencermos o inimigo precisamos entendê-lo, mas no momento em que o entendemos, passamos a amá-lo.
Fica a dica pessoal! Vocês não irão se arrepender! 


Um comentário:

  1. Finalmente eu concordo com a crítica! O O Jogo do Exterminador > foi feito de mim um bom filme, embora o final um tanto frágil.

    ResponderExcluir