Books* Desventuras em Série: Mau Começo - Lemony Snicket

Hi, my lovely readers! Hoje pela manhã e início da tarde eu li o primeiro livro da coleção Desventuras em Série!

Título: Mau começo (The bad beginning)
Autor: Lemony Snicket - Daniel Handler
Ilustrador: Brett Helquist
Tradutor: Carlos Sussekind
Editora: Cia. Das Letras
Ano: 1999
Páginas: 148

Desventuras em Série: Mau ComeçoSinopse: Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".Em 2005, Jim Carrey estrelou uma versão cinematográfica dos três primeiros livros da série, no papel de conde Olaf. Fonte: Skoob

Desde que assisti ao filme "Desventuras em Série" que tenho vontade de ler os livros da coleção de Lemony Snicket. A oportunidade surgiu nesse mês, quando uma amiga me vendeu "Mau Começo". Eu li as 148 páginas do livro em poucas horas e posso dizer que gostei bastante da estória.
O que mais me inclinou a ler as desventuras de Violet, Klaus e Sunny foi o fato de me identificar com eles.
Nas vidas dessas três crianças só ocorre tragédia atrás de tragédia... Uma desventura após outra, é impressionante Acontecem algumas coisas alegres, é claro... mas duram pouco. Obviamente que as minhas desventuras não se comparam em intensidade com as deles, mas na minha vida acontece quase o mesmo...! Atualmente, por exemplo, meu padrasto não consegue arrumar emprego, eu não posso trabalhar por causa da minha bolsa de IC (que está em uma fase difícil), há várias contas para pagar e pouquíssimo dinheiro, estou com probleminhas de saúde, conflitos com alguns amigos... enfim... uma série de situações que parecem não ter solução imediata. Acho que foi por isso que apreciei tanto "Mau Começo". Não sou fã de livros tristes que só apresentam acontecimentos desastrosos, mas "Desventuras em Série" é diferente. O narrador torna toda a estória muito melhor do que parece... A narrativa é gostosa e envolvente. Lemony conta tudo com uma certa dose de humor e nos faz pensar em várias coisas da vida. O modo como ele nos apresenta as tragédias dos Baudelaire é incrível. Pois não ficamos chorando com pena deles, mas trabalhamos nossos cérebros para encontrar uma saída para cada desventura. E percebemos... a vida é assim. Nem todas as coisas são flores, sempre teremos momentos de desespero, situações difíceis... Porém, se nos esforçamos para encontrar um jeito de modificar a situação ou enfrentá-la de uma forma melhor, nós conseguimos superar cada obstáculo e ter um pouco de alegria.
O que é a alegria? Os irmãos Baudelaire são órfãos, vão parar nas mãos de um primo horrível que os maltrata e está louco para roubar a herança deles... Nenhum adulto se dispõe a ajudá-los. Estão desamparados e são apenas crianças... 
No entanto, eles continuam unidos e fazem de tudo para proteger um ao outro e se libertarem das garras do terrível conde Olaf.
Eles exploram o que há de melhor em cada um. Violet utiliza a sua habilidade de fazer invenções, Klaus sua incrível memória e paixão pelos livros e Sunny sua capacidade de dar belas mordidas em tudo o que encontra pela frente.
Os três não desistem, não sucumbem diante da primeira desventura e procuram fazer o (im)possível para serem felizes novamente. Acho que a alegria deles é saber que podem contar um com o outro. E melhor ainda... eles acreditam que são capazes de sair das situações difíceis por meio de suas capacidades. Me apaixonei pelos Baudelaire! O Conde Olaf é desprezível, eu tive vontade de socar aquele homem asqueroso e todos os amigos dele. Gostei bastante da vizinha do conde! Pena que...
Outra coisa que me chamou a atenção foi a obediência cega diante da lei... Poxa vida, os irmãos sofrem um monte de coisas nas mãos do Conde O(dioso)laf  e mesmo assim não podem ir morar com outra pessoa, porque a lei diz que o responsável por eles pode fazer o que bem entender... Ah vá. Ás vezes a humanidade das pessoas é suprimida e negada em favor da lei... Que coisa.. Haha eu prestei atenção nisso, pois faz parte do meu estudo na faculdade... observar o modo como as tradições e as regras impostas e criadas pelas sociedades influem no ser humano.
Bom, como Lemony avisa: essa história não tem um final feliz. Mas quer saber... eu acho que aconteceu como acontece com nossas vidas.... existiu uma felicidade temporária e mais novos desafios pela frente. Tudo depende do modo como encaramos as desventuras.

Algumas Frases:

 “Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro. Vou avisando, porque este é um livro que não tem de jeito nenhum um final feliz, como também não tem de jeito nenhum um começo feliz, e em que os acontecimentos felizes no miolo da história são pouquíssimos. E isso porque momentos felizes não são o que mais encontramos na vida dos três Baudelaire.” 

" [...] mas é uma triste verdade da vida: quando perdemos um ente querido, os amigos as vezes nos evitam, justamente quando a presença de amigos é mais necessária."

"A primeira opinião que você tem sobre qualquer coisa pode mudar com o tempo." 

" [...] Por pior que seja o ambiente à nossa volta, ele pode ser suportado, desde que as pessoas que nele se encontram sejam interessantes e gentis." 

"A não ser que vocês tenham tido uma sorte rara, raríssima, na vida, certamente terão passado por experiências que o fizeram chorar. Ou seja, a não ser que tenham tido essa sorte raríssima, vocês sabem que uma boa e longa sessão de choro é capaz de melhorar nosso ânimo, mesmo que as circunstâncias se mantenham as  mesmas." 

"Ás vezes o simples fato de você dizer que detesta alguma coisa e ter alguém que concorda com você pode ajudá-lo a suportar uma situação horrível." 


Trailer do filme:


Nenhum comentário:

Postar um comentário