Lições (óbvias) que aprendi

Hi, my lovely readers? Como estão? Espero que bem! Acho que vou começar a escrever um livro de ensinamentos e experiências (auto ajuda? Kk). Ultimamente tenho pensado tanto nas coisas que já vivi e no que aprendi (e ainda aprendo) sobre a vida. Aliás, estou diante de uma grande mudança (de novo Thaís? Haha mas dessa vez a  mudança é séria e importante), mudança de estilo de vida, de pensamento; na verdade, meu pensamento tinha mudado faz tempo, mas só fui perceber agora... graças ao auxílio de um amigo e uma amiga. Muitas pessoas ficarão chocadas, decepcionadas, desapontadas com isso; outras ficarão indiferentes e outras ficarão felizes por mim (não gente, eu não vou largar os estudos e me tornar cantora - seria legal fazer isso, mas minhas cordas vocais não suportariam tanto). Trata-se de outra coisa!


Mas voltando ao que eu estava dizendo...
Acredito que viver é como ser um cientista... Sempre gostei muito de observar tudo e todos e pensar sobre as coisas que aconteciam comigo e com aqueles que vivem (viviam) ao meu redor, não é à toa que decidi escrever diários desde os 14 anos.
Eu vivencio, experimento, observo e então reflito sobre os resultados. É claro que viver vai muito além disso... mas essa é uma grande base para o aprendizado... Colocar a mão na massa  e ver se o resultado final será um bolo ou um quase-bolo.


As lições que aprendi nesses meus 20 anos de vida (quase 21!) parecem tão óbvias agora, mas sei que não eram no passado:


- O mundo não para, mesmo que você tenha parado.

Quando ficamos arrasados diante de um acontecimento, queremos nos desligar do mundo, não é? Mas a vida não para, as coisas continuam... trabalhos precisam ser feitos, prazos cumpridos, tarefas para resolver, banho para tomar, comida para comer etc. O melhor é dar um pouco de tempo para si mesmo e depois se encher de força para continuar a viver. Talvez o acontecimento ruim seja o empurrãozinho que você precisava para mudar suas atitudes cotidianas. 

- Todos dão conselhos, mas NINGUÉM sabe o que é certo para VOCÊ, além de você mesmo. 

Quando eu estava cheia de problemas que me tiravam o sono, sempre conversava com algumas pessoas a respeito, tendo esperança de que elas pudessem me ajudar. Mas sempre me chateava com os conselhos dados e acabava me confundindo mais ainda. Ouvir opiniões é bom, mas você precisa ter cuidado no que diz respeito à pessoa em questão e que tipo de conselho esta oferecerá. Pondere, não aceite tudo como um mandamento que precisa ser obedecido. Afinal, ninguém é você, ninguém sabe integralmente como é estar na sua situação, só você pode decidir o que é melhor.

P.S: Tenho dúvidas sobre as estranhas criaturas humanas denominadas "mãe", talvez elas tenham razão em 90% dos casos.

-  Não adianta fugir da verdade, uma hora ela sempre aparece.

Pois é, por mais que você evite e faça o (im)possível para não saber ou enxergar a verdade, esta sempre aparecerá.. O mesmo vale para verdades que você evita revelar. O melhor é deixar a mentira para lá e lidar com a realidade.

-  Tentar ser o que não é para agradar os outros vai te levar À RUÍNA.

Essa foi a pior besteira que já fiz na minha vida!!!  Fingir que eu tinha um determinado tipo de personalidade para me adequar ao que as pessoas achavam legais definitivamente acabou comigo. Um: quem gosta de você, gosta do jeito que você é; dois: logo, ela perceberá que você está agindo de modo fake; três: isso te causará muito sofrimento no presente e no futuro. O conselho é clichê, mas é muito bom: BE YOURSELF (SEJA VOCÊ MESMO).


- Quem quer estar perto de você vai dar um jeito de estar.

Não precisa ser perto fisicamente.. Mas quem realmente quer estar presente na sua vida, gosta da sua companhia e tal, vai permanecer perto. Esse perto pode ser pelo Face, Hangout, Whatsapp, sms, e-mail, telefone etc. Porém, isso não quer dizer que a pessoa irá falar com você todos os dias, mas de alguma forma você sabe que ela está próxima de ti. Quem se afasta demais, quem te deixa de lado.. é porque não aprecia mais sua companhia. Meu pai, por exemplo, está do outro lado do mundo.. não liga todo dia, mas eu sei que ele está comigo. Cada um faz suas próprias escolhas né? Não tem como forçar ninguém a nada.

- Não se doe COMPLETAMENTE para alguém e jamais concentre sentimentos em apenas uma pessoa (em questão de amizade, família, romance)

Se sacrificar e sofrer em prol das pessoas não é um ato louvável, pelo contrário, é burrice.  Eu costumava fazer muito isso.... me matava e dedicava todas as minhas energias para agradar os outros e vê-los felizes, mas o resultado de sempre era: minha infelicidade. Por quê? Porque eu me deixava de lado... e às vezes, agradar as pessoas que eu amava implicava em reprimir algo que eu gostava ou era. É claro que eu AMO ajudar a todos e me sinto extremamente feliz quando faço outra pessoa ficar feliz, porém, devo considerar meus limites e saber discernir se estou realmente fazendo o bem ou se estou fazendo um mal.
Se você muda a si e sofre para ajudar alguém, isso provavelmente não é bom nem para a pessoa e nem para você mesmo. Aliás, como raios posso ser boa para alguém e ajudar, se estou mal?  Não tem lógica. Demorou para eu entender isso..
A outra questão é sobre concentrar sua amizade em apenas uma pessoa... Sabe quando você se doa apenas para um amigo e deixa todos os outros de lado? Pois é, você está sendo uma besta quadrada, porque esse seu amigo vai te dar um pé na bunda e você vai ficar sem ninguém! Essa é a verdade nua e crua: as pessoas mudam, escolhem novos caminhos e vão se afastar de você por querer ou sem querer. Mas se ela gostar de você de verdade não vai medir esforços para continuar a ter contato mesmo longe e... vocês até podem não ter muito contato, mas você vai saber e sentir que aquela pessoa estará contigo sempre, mesmo com todos os obstáculos. O mesmo vale para namorados ou affairs... Se você abandonar suas amizades por causa de um romance, pode ter certeza que vai se arrepender. O melhor é saber equilibrar, ter consciência de que cada um tem um espaço diferente dentro do seu coração.. não é questão de hierarquia. Uma parte do meu coração é reservada para a minha mãe, outra para o meu pai, outra para alguns amigos, outra para os colegas etc. Ninguém vai "roubar" o lugar de ninguém. Eu dediquei quase 100% da minha amizade para uma pessoa, deixei de lado muitas outras amizades por causa dela e o resultado foi: me lasquei, pois ela se afastou de mim e eu fiquei sozinha. NÃO A CULPO, porque ela teve de escolher novos rumos para a vida e está certa em seguir seu próprio caminho e cuidar de si mesma. Eu é que errei.

- Não endureça seu coração por causa das pessoas ou de coisas que te aconteceram.

Poxa, o mundo já está cheio de coisas negativas e pessoas más.. para que ser mais um deles?? Ninguém gosta de ficar triste por conta dos maus acontecimentos e de pessoas más, por isso, não faça nada mau com os outros. Que se dane a maldade! O melhor é cultivar valores e espalhar o bem, porque é disso que o mundo precisa (e tudo começa em você mesmo)!

- Continua...
Gente, por hoje é só rs! Eu já escrevi demais! Sou uma matraca escritora! Mas espero que vocês tenham gostado :)
Farei mais posts desse tipo, pois há muitas outras lições que eu gostaria de compartilhar!















Nenhum comentário:

Postar um comentário