Book* Não se apega, não - Isabela Freitas

Hi, my lovely readers! Estou realmente feliz por ter sido uma das selecionadas para fazer parceria com a maravilhosa revista literária "A Capitolina"! Falarei mais sobre a revista no próximo post, ok?
Como estou de molho em casa, por conta do fato de que arranquei mais um dente do siso (trágico kk), tenho lido mais do que o normal (um livro a cada dia... eee). Anteontem, terminei de ler o livro "Não se apega, não", o qual foi recomendando e emprestado pela Flávia *-* (que sempre me empresta e recomenda ótimos livros). 

Não Se Apega, Não
Sinopse: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado. Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico. Fonte: Skoob

O livro aborda a questão do desapego, dos relacionamentos que não dão certo e até mesmo da amizade.Isabela nos conta algumas de suas experiências amorosas que fracassaram e tenta descobrir o motivo do fracasso. A moça defende que é preciso praticar o desapego. Mas o que significa "desapegar"? Desapego é deixar para trás tudo aquilo que te faz mal, que pesa, que não é necessário na sua vida. Acredito que a maioria das pessoas acha que praticar o desapego é algo muito difícil. Eu creio que é realmente complicado, mas uma hora sempre conseguimos desapegar. Não apenas de sentimentos, lembranças,mas até mesmo de coisas que não usamos mais.
No início do livro conhecemos Isabela, a qual acabou de terminar seu relacionamento de 2 anos com o Gustavo. A partir daí, a personagem vai enfrentando o dia-a-dia da nova vida de solteira, se desprendendo do passado e de suas atitudes negativas. Toda vez que terminamos alguma história de amor, penso eu, temos a oportunidade de nos refazer. É um bom tempo para rever as atitudes, olhar mais para si, cuidar de si. É o que a Isabela faz. A moça nos conta várias coisas sobre o amor, falando sobre a felicidade fake de muitos casais, bem como sobre os três tipos de amor que encontramos durante a vida. E eu realmente concordo que os canalhas aparecem por um bom motivo e são ótimos professores (mas que bom que não ficam por muito tempo em nossas vidas). Gostei bastante de todas as reflexões da Isabela, há coisas que eu já havia lido e já havia pensado e outras que aprendi. Resgatar o amor-próprio e conseguir perceber que é possível ser feliz sozinha é o grande desafio que a protagonista precisa encarar. Porém, Isabela parece um imã de encrencas, pois acaba se envolvendo em grandes problemas e só se fere mais. Será que é sábio se envolver novamente logo após terminar um relacionamento?? No entanto, como a própria autora escreve, é preciso errar para aprender a acertar. 
Me identifiquei com muitas coisas e aposto que você vai se identificar também! O livro tem frases que podem ser lemas de vida rs. Gostei bastante da Amanda e do Pedro, melhores amigos da Isabela.
Enfim, esse livro é uma boa indicação para refletir sobre o que é o amor e rever alguns conceitos. O legal é que a história também nos faz pensar sobre nossas escolhas na vida, desde com quem escolhemos ficar até a profissão que decidimos seguir. Você faz as coisas para agradar os outros ou faz por que realmente quer?
Sabe o que é o melhor de tudo? Rir de todas as experiências fracassadas, tendo a certeza de que tudo é passado. 

P.S: Realmente adorei o final!

Algumas frases...

"Aqui não tem nenhuma princesa, não. Pode deixar que o dragão derroto eu e me solto das correntes sozinha." 

"Aquele que consegue colocar o desapego em prática atinge um estado de paz interior e tem a consciência limpa de que deixou o passado onde ele deveria estar: no passado."

Nenhum comentário:

Postar um comentário