Book* Um Caso Perdido (Hopeless) - Colleer Hoover

Hi, my lovely readers!! Que saudades de escrever resenha! Aqui estou eu, enfim.
Hoje vim falar de um livro que parece uma coisa, mas na verdade é outra haha! Um romance que vai além do romance, pois aborda um assunto deveras complicado.

Um Caso PerdidoSinopse
Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras... Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.
Fonte: Skoob


Para começar, só o título do livro já despertou meu interesse! Adoro histórias com personagens complicados. Quando a Flávinha o emprestou para mim, dizendo que eu precisava ler, fiquei mais curiosa ainda. Como várias pessoas comentam, de início, parece que o livro contém mais um daqueles romances clichês. No entanto, pode acreditar que a história vai muito além disso, muito mesmo. Coller Hoover monta o enredo de modo a deixar o leitor curioso a respeito de certos fatos misteriosos. A sinopse já nos faz pensar: "mas que raio de passado é esse? O que será que acontece? Que verdade Sky terá de enfrentar?". Pensei em inúmeras possibilidades, mas não cheguei nem perto de acertar. Achei que tinha a ver com romance proibido entre irmãos, problemas com drogas ou álcool.... mas errei feio.
O livro é escrito como se fosse um diário e é desse jeito que vamos conhecendo a protagonista Sky.
Ela e a melhor amiga (e vizinha) Six aprontam bastante haha, convidam vários caras para irem aos seus quartos. Mas, por incrível que pareça, Sky não é do tipo periguete... pelo contrário, ela não sente nada quando está com qualquer pretendente. Isso é algo que a deixa confusa, pois não sabe o porque de nunca sentir nada e já descartou a possibilidade de ser lésbica. Sky é adotada, sua jovem mãe adotiva Karen simplesmente tem aversão à tecnologia e por isso, Sky não tem computador ou celular. Além disso, a garota nunca foi à escola, até então recebia aulas informais em casa. Preste a ter a experiência de estudar em um colégio como qualquer adolescente, Sky conhece Dean Holder, um cara que parece ter múltipla personalidade e um passado obscuro. O rapaz deixa a moça realmente apreensiva e curiosa, pois vai até ela como se a conhecesse de algum lugar. Ele faz coisas estranhas, sem a menor explicação. Sky realmente fica com medo, achando que Holder está perseguindo-na e stalkeando a vida dela.
Conforme o tempo passa, Holder e Sky se aproximam e novas peças do quebra-cabeça vão aparecendo (para complicar ainda mais a vida do leitor). A trama vai ganhando um novo aspecto a partir do meio do livro. Pela primeira vez, Sky sente algo de verdade por um cara - Holder.
Mas o romance dos dois traz um avalanche de informações e lembranças que culminarão para uma descoberta que mudará tudo. Por que Holder sempre age de forma estranha? Por que Sky não tem muitas recordações da infância? O que houve com seu pai? O que Holder tem a ver com tudo isso?
Posso dizer que Sky e Holder enfrentam um problema muito sério. Sky tornou-se um exemplo de superação pra mim, depois de tudo que ela passou... conseguiu se reconstruir. Acontecimentos afetam demais as nossas vidas e o passado tem sempre uma influência forte no presente, mas temos que determinar até onde isso nos causará bem ou mal. Não dá para simplesmente pegar todas as lembranças ruins e colocar dentro de uma caixa. É preciso lidar com elas, é preciso aceitar e amar a parte de você que foi destroçada, além de ter a certeza de que o que virá daqui pra frente é o que realmente importa agora. Preciso dizer que a união de Holder e Sky corresponde ao que mais amei nesse livro. Trata-se de um relacionamento realmente baseado no companheirismo, cumplicidade, amor e carinho. Sabe, Holder apoia Sky em momentos muito delicados. Fiquei morrendo de vontade de ter um Holder pra mim, ele é um cara de caráter exemplar, além de ser lindo. Sem contar que o amor deles é lindo, visto que parte de uma conexão intensa.. muito antes de eles "se conhecerem". Ahh esqueci de mencionar que o livro também apresenta umas cenas bem quentes, mas sutis! Amei o Breckin (amigo da Sky).
Super recomendo a leitura desse livro!! Há ainda mais dois livros que compõe a história! Preciso lê-los!!!!

Acho que seria um desperdício eu não mencionar o grande tema tenso abordado nesse livro. Por isso se você quer saber qual é, siga em frente e leia. Não vou revelar detalhes do enredo, apenas citar qual é a problemática em questão.
SPOILER: O que Colleer Hoover aborda em sua história é o tema do abuso sexual infantil (sobretudo no que diz respeito ao abuso por parte de alguém da família - o pai, no caso). Achei que a autora foi bem corajosa ao tratar de um assunto tão delicado, mas por outro lado achei realmente legal. É preciso prestar atenção nesse tipo de crime que acontece com muitas pessoas. É preciso que estejamos atentos a respeito disso. As aparências enganam bastante. Não dá para confiar 100% em uma pessoa, é necessário sempre confiar desconfiando. Quem tem caráter provará que realmente merece confiança e concordará que é tolice confiar cegamente em qualquer um. Muitas crianças não conseguem contar aos outros o que fazem de ruim com elas, porque não entendem a situação. Por isso é importante conversar com a criança, observar suas atitudes etc. Repudio completamente quem comete abuso não apenas contra crianças, mas contra jovens, adultos e idosos. Mas, mais do que isso, sinto pena dessas pessoas... porque elas tem problemas, problemas na mente que não conseguem resolver, traumas, inconstâncias que não aguentam. Aí cedem à covardia de cometer atrocidades. Ferir alguém é ferir a si mesmo 500 vezes mais. Por isso, continuo acreditando que o tratamento psicológico deveria ser oferecido gratuitamente a todas as pessoas. Voltando ao tema do abuso infantil, devo dizer que é ainda mais complicado, porque gente..se trata de crianças!!! O que você vive na infância corresponde à base do que você vai ser pelo resto de sua vida. Dessa forma, todos devem tomar muito cuidado ao lidar com crianças. Elas usam cada acontecimento e experiência que vivem como material para constituir sua personalidade. Uma coisa muito ruim que você faz contra uma criança causará o distúrbio psicológico que ela terá quando mais velha. Todas os traumas são recalcados no inconsciente e depois se manifestam sem aviso mais tarde. Sabe aquela sua mania de lavar a mão inúmeras vezes? Pode ser um sintoma de alguma coisa que aconteceu na sua infância. A Psicanálise trabalha bastante esse assunto, vale a pena estudar. Eu achava que era papo furado esse negócio de tudo tinha uma explicação na infância, mas depois comprovei na prática que isso é verdade. Conheço várias pessoas com problemas de ordem mental (depressão, síndrome do pânico, bipolaridade) que tiveram uma infância difícil. Eu mesma acredito que desenvolvi hipocondria porque passei grande parte da minha infância em hospitais (eu morava no Japão e não me acostumara com o clima de lá. Já tive até gripe aviária).  Enfim, os adultos não sabem o porque de agirem como agem, porque as explicações estão todas no inconsciente ( o qual não conseguimos acessar). Algumas fagulhas do que temos no inconsciente escapam através da linguagem e dos sonhos. Por isso é importante fazer psicoterapia. 

Bom gente, acho que falei demais né? Kkkk eu me empolgo!! Espero que tenham gostado da resenha! Contem-me o que acharam de "Um Caso Perdido" :)


Trechos

"Fodam-se todas as primeiras vezes, Sky. A única coisa que importa para mim com você são os para sempre."

"É porque não existe escolha certa. Ás vezes, precisamos escolher entre um monte de escolhas erradas, sem a possibilidade de nenhuma certa. Você simplesmente tem de decidir pela escolha errada que parece menos errada."

"Estou sendo enganada, mas estou com medo de saber o que todos estão escondendo de mim."

"Eu quero que ele feche os braços em volta de mim e jogue as chaves fora, porque aqui é onde ele pertence e estou com medo de que ele me deixe novamente."


"Quero que lembre quem você é, apesar de todas as coisas ruins que estão acontecendo com você. Porque essas coisas ruins não são você. São apenas coisas ruins que aconteceram com você."

"Odeio o fato de existirem tantos lados dele que não compreendo, e nem sei se quero continuar tentando entendê-los. Há partes dele que amo, partes que odeio, partes que me apavoram e partes que me impressionam. Mas há uma parte dele que só me decepciona... e com certeza essa é a mais difícil de aceitar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário