Eles me disseram - Tiemi Yamasaki


Filme: Pequena Miss Sunshine (super recomendo)



Sugestão de música para leitura:





Eles me disseram que eu não conseguiria
Eles me desencorajaram
Atiraram pedras em meu caminho
Eles fizeram com que eu sentisse que o universo 
estava contra mim
Eles fizeram eu me sentir como se fosse uma aberração
Eles me fizeram ficar escondida no banheiro da escola
no ensino fundamental
Eles me fizeram aceitar menos
Porque eu não merecia o melhor
Eles me fizeram pensar que eu não seria feliz
sem me encaixar
sem me tornar uma peça do quebra-cabeça perfeito
Eles me fizeram esconder tudo o que eu sentia
Eles impuseram o modo como a minha existência se 
daria
Eles me fizeram gastar todas as minhas energias
indo pelo caminho que não me levaria a lugar nenhum
Eles foram o motivo da minha fuga no meio da noite
para um lugar qualquer no qual eu pudesse chorar
Eles me fizeram pensar que eu jamais abriria 
a porta
Eles me fizeram pensar que se eu não fosse perfeita
ficaria para trás
seria a segunda opção
Rejeitada
Estepe
subestimada
Eles estavam errados
Eu consegui
Eu abri a porta
E o que eu encontrei atrás dela? 
A minha grandeza
Eu descobri que tinha tudo o que precisava ali comigo
Eu descobri quem era eu.
- Tiemi Yamasaki

Bônus:

Tudo bem ser magra, tudo bem ser gorda... Se é o que você quer ser. Seja lá o que você queira, tudo bem!

Stranger Things

Hi my lovely readers! Todos estavam falando sobre a série da Netflix Stranger Things (ST). Fiquei espantada diante do fenômeno... Mas demorei para dar uma chance! Sou bem devagar com séries, a não ser que ela seja muito boa e consiga me prender (The Vampire Diaries e Gossip Girl - até certa temporada e Jessica Jones, por exemplo). Sofro de uma ansiedade absurda hahah preciso saber que há um fim não muito distante, por isso não costumo assistir série (nem animes longos). Já que muitos amigos de ótimo gosto falaram bem de ST, resolvi assistir.... e NOSSA, eu devia ter feito isso muito antes!!!! Que série maravilhosa! Terminei a primeira temporada (que é curta, apenas 8 episódios) em duas noites. Não conseguia desgrudar os olhos da tela, só não terminei tudo em uma noite só, porque precisava dormir. E hoje vim contar porque essa série me conquistou!
Sinopse
Depois de uma partida de Dungeons & Dragons entre amigos, Will Byers é perseguido por uma espécie de monstro enquanto volta para casa. Will desaparece sem deixar vestígios e cabe a sua mãe, Joyce Byers; seu irmão, Jonathan Byers; o policial, Jim Hopper e seus amigos, Mike Wheeler, Dustin Henderson e Lucas Sinclair descobrir o que aconteceu. Enquanto procuram por Will, o trio de amigos conhece a misteriosa garota de cabelo raspado Eleven (Onze) que pode ajudar a encontrá-lo. Junte isso tudo a um misterioso laboratório, suspense e terror. Cada novo episódio proporciona novas descobertas e sustos.
Fonte: Garotas Geek


O enredo
Eu comecei a assistir sem nem mesmo ler a sinopse e achei a experiência muito boa, porque tudo foi surpresa pra mim. Só sabia que havia um grupo de crianças que eram muito amigas, uma menina poderosíssima e luzes aterrorizantes. Mas me surpreendi ao ver como havia muito mais do que isso. A história da série é muito bem construída e envolve elementos que me atraem bastante. O grande mistério que surge desde o primeiro episódio, te faz ansiar desesperadamente pelos próximos episódios. É preciso saber o que acontece! O que ocorreu com Will? Que espécie de monstro era aquele que o capturou? O que há no laboratório que aparece na primeira cena? O terror, o suspense, a aventura, as emoções, os elementos de ficção científica... são muito bem colocados! Você acaba se tornando um investigador, coletando pista por pista em cada episódio e observando como tudo está interligado. Mesmo assim, o final é surpreendente! Aliás, os episódios são bem gostosos de ver... você nem percebe os 40 e poucos minutos passando...

As personagens
ST está recheada por ótimas personagens! Eu gostei de todas! Mas as melhores, na minha opinião, com certeza foram as crianças. Will, Mike, Dustin, Lucas e a maravilhosa Eleven arrasam em cada uma das cenas. Jonathan, o irmão observador e quietinho do Will, conquistou meu coração kkkkkk A Barb... gostei tanto dela, mas acho que deveria ter sido melhor explorada. É bacana acompanhar o desenvolvimento da Nancy e sua crise de identidade, a menina toda certinha que acaba saindo dos trilhos. No começo da série, achei que não ia gostar do chefe de polícia Hooper, mas me encantei. Ele é realmente corajoso e vida loka. Joyce, a mãe de Will (interpretada pela maravilhosa Winona Rider), tem um lugar especial no meu coração... eita personagem determinada!! Ela não está nem aí se o povo acha que ela é doida, persiste e insiste naquilo que acredita, sem desistir (aposto que é taurina). Até do Steve eu gostei um pouco, embora não tenha gostado do final dele. Menção honrosa para o sorriso banguela do Dustin que me matou de tanta fofuura! 

Eleven é a minha favorita! Fight Like a Girl!



Referências à cultura pop dos anos 80
Gente, as crianças jogam RPG... amam Star Wars, X-Men, O Hobbit...! Há também referências a rocks maravilhosos como David Bowie e Joy Division, mas preciso citar especialmente Should I Stay or Should I go (The Clash)! Sem contar referências na estrutura e no enredo da série:


Há também outras referências nest post aqui

Temas 
De mundos paralelos, ciência, vida na cidade pequena... até amizade e amor. A série explora muito bem todas essas questões. O ponto alto, na minha opinião, é a questão da amizade. As crianças nos mostram o que é realmente ser amigo de alguém! Joyce e Jonathan nos fazem perceber o quanto a família é importante, o quanto esses laços são fundamentais para nossas vidas. Nancy e toda a sua crise de identidade fará você se identificar, até que ponto queremos mesmo fazer algo? Até que ponto estamos apenas sendo influenciados pela modinha? Eleven é a maior representação da força,  ela consegue enfrentar seus traumas, encarar a si mesma... descobrir que sua vida não se limita ao que ocorreu no passado. O mais legal é que tudo isso é trabalhado de uma forma bem gostosa, há momentos de emoção, de risadas, de amorzinho, de tensão...



O visual
A paleta de cores da série é muito bonita, toda em tons escuros... As luzes que tem papel fundamental na série.. dão um efeito muito bacana! O verde, o azul, o vermelho.. Gostei bastante também do cenário, das vestes, das casas dos anos 80... 

Eu poderia ficar falando mais um monte de coisas sobre Stranger Things, mas acabaria dando muito spoiler! Assista!! Os irmãos Matt e Ross Duffer acertaram em cheio ao criar essa maravilha!

Vejam o trailer:



Agora, preciso deixar aqui o vídeo da Netflix estrelado pela Xuxa kkkkkk ficou muito bom!!


Para não perder o costume, aqui vão algumas quotes:







E aqui está a minha mensagem direto de Upside Down para vocês kkkkkkk:

Vocês podem fazer um gif desses aqui: https://strangergif.com/

CUIDADO COM AS LUZES!

Termino esse post com o sorriso lindo do Dustin:



XoXo,
Tiemi

Anime* Ao No Exorcist

Hi my lovely readers!

Dia desses, (in)felizmente terminei de assistir Ao No Exorcist! Chorei horrores e senti uma alegria tão grande no meu peito com o final. Tive grande anseio de fazer um post sobre esse anime, pois... tchananaaaam este se tornou o meu shounen favorito! Sim, desbancou Soul Eater T~T (ainda amo você, Soul!)! Por quê? É isso que você descobrirá no post!

Vamos à sinopse:

O mundo em Ao no Exorcist consiste em duas dimensões, adjuntas uma a outra como um espelho e seu reflexo. Uma é o mundo onde os humanos vivem, Assiah. A outra é mundo dos demônios, Gehenna. Originalmente, uma viagem entre os mundos, ou mesmo um contato entre eles, é impossível. Entretanto, qualquer demônio é capaz de passar à dimensão de Assiah atráves da possessão de um ser vivente na mesma.
Mesmo assim na história existem demônios vagando entre os humanos e só quem pode ver é quem já teve um contato direto com um demônio de qualquer nível.
Em contrapartida, existem aqueles chamados de exorcistas, pessoas que treinam para destruir demônios que agem de maneira prejudicial em Assiah. Com mais de dois mil anos de existência, esse grupo possui diversas filiais em todo o mundo, estando secretamente sob comando do próprio Vaticano e agindo de maneira subterfugiosa às massas.
Satã é o deus dos demônios em Gehenna e um ser de poder ilimitado. Há, contudo, uma única coisa que ele não possui: um corpo no mundo dos humanos capaz de abrigá-lo. Por esse motivo, ele criou Rin, seu filho gerado por uma humana. Rin tem um um irmão gêmeo, Yukio é muito inteligente e a principio acredita-se que ele não tem nenhum poder demoníaco o que muda mais tarde, e ele desde pequeno sempre soube sobre os demônios diferente de Rin, e prometeu proteger o ani acima de tudo e por isso se torna exorcista com apenas 15 anos. Mas não está nos planos de Rin ser manipulado por seu pai. Ele é um jovem rapaz humano que leva uma vida normal em Assiah, até o dia em que descobre ser um híbrido meio humano meio demônio, filho de Satã. Agora, no intuito de se vingar, ele planeja torna-se um exorcista a fim de destruir seu próprio pai, Satã.
Fonte: Blue Exorcist Wikia 

Há séculos que eu desejava ver esse anime, mas foi só nesse mês que eu comecei. Uma amiga colocou o primeiro epi na Netflix e, desde então, eu não parei mais! É difícil um anime me prender a ponto de eu assistir mais de 5 episódios em um dia... mas Ao conquistou tal feito. Logo no início, já acontece algo bem chocante, a morte de um ente querido dos irmãos Okumura. Rin descobre ser filho de Satã e conhece os seus poderes. Com a vingança em mente, Rin vai para a Academia Vera Cruz para se tornar um exorcista. Lá, ele descobre coisas sobre seu irmão Yukio e conhece pessoas, demônios e criaturas muito interessantes! O enredo da história é maravilhoso! Cada uma das aventuras vividas por Rin e todo o pessoal te deixa com vontade de assistir mais e mais!!



Agora, vamos aos meus comentários mais específicos acerca do anime!