O prédio que desabou - Tiemi Yamasaki

Tom em "500 dias com ela"


As minhas palavras já não dizem
o mesmo de antes
O amor que delas transbordava 
se transformou em qualquer coisa
que eu não consigo colocar em palavras
É incrível como, de repente, a vida toda pode mudar
É engraçado como uma mudança de perspectiva
transforma todo o seu mundo
A vida é uma constante interpretação
Viver é interpretar
Um prédio que eu tanto gostava 
d
e
s
a
b
o
u
Foi demolido. Assim, bem de súbito
Estava lá, acolhedor e esplendoroso
Eu adorava olhar para ele
Isso trazia uma alegria boba ao meu coração
Até que alguém decidiu que o edifício 
precisava ser demolido
E não pude fazer nada, a não ser assistir
a demolição
Senti falta. Aquele espaço já não é o mesmo
Mas, depois de algum tempo, eu percebi
Nada foi destruído
Apenas se transformou
O prédio, de alguma forma, sempre vai existir em mim
E eu sempre vou lembrar dele como
algo bom
Ele precisava sair dali, da minha vista.
Já fizera sua parte.
Só assim eu pude enxergar
as flores e as borboletas da rua de trás.
E as nuvens bem branquinhas
preenchendo aquele céu-imensidão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário